Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ser Feliz

Ser Feliz

02
Dez19

A grandeza do percurso

Carla Lopes Gomes

DSC08640 (2).jpg

 

Quanto mais avanço no tempo, mais consciência tenho de que sou tão pequenina. Tão frágil e ao mesmo tempo tão forte. Tão pequena e ao mesmo tempo tão grande em simplicidade, em humildade e em transparência. Porque é o humanismo que me move. É o espírito de entre-ajuda que me impulsiona. É saber que o dia de amanhã será melhor, aconteça o que acontecer. É com a certeza de que tudo tem um propósito que eu caminho confiante, persistente e sem negar o que me bloqueia. Porque os bloqueios são precisos. Porque tudo se reuniu para me obrigar a superar-me a mim mesma e crescer como pessoa a todos os níveis. E é isso que faz valer a pena o sacrifício. O principal não é o resultado, não é o fim da estrada, mas sim o percurso, o que aprendi enquanto caminhei. E é por isso que sou muito grata por continuar a caminhar e a caminhar mesmo quando tudo parece apontar-me outro caminho ou fazer-me desacreditar no percurso que decidi seguir. É por aí que devo ir? Então é por aí que vou caminhar, saboreando cada exigência, mas certa que o percurso trará sempre muito mais do que o destino.

|imagem - Sal & Pimenta|

20
Fev19

As tuas escolhas

Carla Lopes Gomes

Tuas escolhas.jpg

 

Podes achar que a maré te vai derrubar. Mas lembra-te... Estás demasiado focado em ver somente o que está à tua frente. Olha à tua volta e procura. Por trás de ti há rocha. À tua direita há barcos. À tua esquerda há uma árvore. Mesmo quando não consegues ver, a vida apresenta-te várias soluções, mas tu insistes em ver o que para todos é o óbvio e que indiscutivelmente não é uma boa solução. As respostas para todos os teus problemas estão e sempre estiveram à tua volta, no entanto, tu fechaste os olhos e acreditas que a vida te impões o caminho mais difícil. Lamentavelmente não consegues perceber que tu é que te deixaste levar pela corrente. Não escolheste a direção da corrente, é verdade. Mas escolheste ser levado pela corrente, apesar de negares ter sido tua escolha. Os teus percursos são sempre o resultado das tuas escolhas.

|imagem - Nature Galaxy|

14
Dez18

Quando o fim e o início se encontram

Carla Lopes Gomes

A vida é feita de ciclos. O fim de um ciclo coincide com o início de outro. Nem sempre mudar de ciclo é fácil. A forma como encaras essa mudança será determinante para os primeiros passos do ciclo seguinte. Resta saber se tu preferes focar-te no fim de algo que não queres que termine ou num início que desconheces mas cujo percurso tu poderás construir.

20
Nov18

A maravilhosa complexidade do ser humano e o controlo natural da vida

Carla Lopes Gomes

Foto Vitec.jpg

 

No passado fim-de-semana tive uma nova experiência - ser entrevistada pela Sónia Bettencourt, jornalista da VITEC. Foi uma entrevista onde a boa disposição esteve presente e se falaram de temas que nos tocam a todos.

Falamos de sorrisos, sonhos, persistência, luta. Falamos sobre a complexidade do ser humano e a necessidade de descobrir e obedecer à sua essência. Falamos sobre esperança, sobre fé e sobre uma sorte que só surge verdadeiramente quando a construimos de forma diária. Falamos do quão diferentes somos de uma simples máquina, que tem um botão e uma programação própria. Falamos de uma multiplicidade de características que nos define e faz de nós pessoas capazes, com erros, com dificuldades, mas com vontades, com persistência e, por isso, tão indispensáveis e tão essenciais numa sociedade onde precisamos cada vez mais sorrir.

Frisei, mais uma vez, que todos nós temos capacidades que são impossíveis de introduzir numa máquina. E é isso que faz a diferença. Torna a gestão mais complexa? Contribui para que a vida seja cada vez mais algo subjetivo? Sim, sem dúvida. Mas o segredo está em encontrarmos a nossa essência e procurarmos o foco que precisamos para percorrer os vários caminhos desta viagem vida.

Existem caminhos desconhecidos. Existem trilhos mais fáceis do que outros. Existem desvios que se impõem e surgem surpreendentemente. Existem atalhos que encurtam as distâncias. Mas... existem sempre lições a retirar, estratégias a adotar, limitações para aceitar, a necessidade de adequar às circunstâncias e, ainda assim, impor algumas rotinas que poderão temperar a vida com um pouco mais de objetividade e atenuar a sensação de que nada é controlado por cada um de nós. E efetivamente, não o é. A vida estará naturalmente controlada no dia em que cada um de nós aceitar que os obstáculos, as dificuldades, os imprevistos, as nossas limitações e as condicionantes do nosso meio envolvente se uniram para fazer de nós amanhã pessoas mais sábias e dotadas de uma capacidade de adaptação muito superior.

A vida encarregar-se-á de mostrar a cada um de nós que tudo está controlado naturalmente se deixarmos o rio vida fluir pelo seu circuito natural. Sem imposições, sem objeções. Com aceitação, com luta, com persistência. Com coragem, com sorrisos, com sonhos. E no outro lado da margem do rio, cada um de nós será um ser mais capaz, fiel à sua essência, que evoluiu e que, por isso, saboreou a vida com a certeza que fez do seu percurso um percurso de felicidade.

 

Foto Vitec2.jpg

Fotos: Tiago Sousa                        Entrevista completa em www.azorestv.com

 

07
Nov18

Mais um dia muito especial!

Carla Lopes Gomes

Apresentação1.jpg

 A vida é feita de momentos e, sem dúvida, ser feliz passa por saber saborear esses momentos.

O meu calendário da vida marcou ontem mais um desses momentos, onde o amor e a partilha supera tudo. Onde o diálogo, o abraço e o sorriso nos impulsionam a seguir em frente. A persistir, sempre.

Ontem, dia 6 de novembro, no dia que comemorei exatamente seis meses que realizei o lançamento do meu livro naquela mesma sala, fui igualmente feliz.

Há seis meses atrás estava a poucas semanas de ter o primeiro corte umbilical com o nasciApresentação2.jpgmento do meu primeiro filho. Agora estou a poucas semanas do segundo corte umbilical - o regresso ao trabalho e a impossibilidade de estar com o meu amor maior 24h por dia.

A vida é feita de desafios e cabe-me enfrenta-los diariamente tendo presente a força de acreditar e a persistência que sempre fez parte do meu percurso. O meu livro trouxe essa responsabilidade. A responsabilidade de obedecer fielmente à minha essência. Hoje tenho amigos que quando falam comigo, nos momentos em que me sinto triste, utilizam os exemplos do meu livro, afirmando que eu é que escrevi, que eu é que digo e, que, portanto, tenho a obrigação de não me esquecer de aplicar. E é um facto. Tento relembrar-me todos os dias dos elementos fulcrais do meu livro, para que possa aplicar diariamente na minha vida e servir de exemplo para os que me são mais próximos: acreditar, persistir, lutar, aceitar, sorrir, amar muito os outros sem esquecer de amar a mim própria, ter foco, respeitar-me, continuar a sonhar, ser eu mesma na minha essência, gerir emoções e, em suma, ser feliz.

Apresentação3.jpg

 

24
Set18

O destino pode ser diferente se tu quiseres

Carla Lopes Gomes

Nem todos os caminhos vão dar ao mesmo lugar. Mas algures, no meio do teu caminho, tens sempre a opção de escolher mudar o rumo do percurso e alcançar um lugar diferente do destino do caminho inicial pelo qual enveredaste. Tudo é uma questão de escolha. Tudo pode mudar. Basta que estejas disperto para isso e o queiras fazer. Muitos partem de sítios diferentes mas a aterragem final é a mesma. Depende do teu ponto de partida, e das tuas escolhas, o tempo da tua viagem.

19
Set18

Se um anjo falasse comigo hoje, o que me diria?

Carla Lopes Gomes

Não confundas esperança com negação.

A não aceitação das coisas pode camuflar-se e tu amplias um estado de espírito de esperança fictício.

Esperança é importante, mas não é essencial. A fé, essa sim é fulcral. Porque é à fé que deves buscar forças para atuar, é a fé que te impulsiona a agir. Quando perdes a fé, porque já não sentes forças para caminhar, também precisas analisar até que ponto a esperança que dizes sentir é mesmo esperança.

Lembra-te sempre, adiar as coisas nunca é uma boa escolha. Tenta, sempre que possas, agir no momento certo e para de adiar cada passo. Quando retardas aquilo que receias, o resultado pode ser pior. É preciso encarar a realidade. E deves começar hoje. Não continues a deixar para amanhã, e para depois, e para depois.

Quando a tempestade passar, vem o bom tempo. Mas é preciso fechar janelas, é preciso trancar portas e tentar minimizar os estragos do vento. Isso faz parte do teu percurso. E tu não podes saltar de um trilho para o outro sem que haja um atalho que o permita. Deves ter esperança de que o resultado final é suportável e faz parte da tua lição de vida. Tudo é aprendizagem. Por isso é tão importante teres fé. Só quem sente verdadeiramente a fé pode entender isto que digo.

Compre o livro e contribua com 2€ para a Make-A-Wish

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D