Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ser Feliz

Ser Feliz

19
Mar19

Hoje é sobretudo dia de amar

Carla Lopes Gomes

Coração.jpg

 

Pois é... hoje completo mais uma primavera. Este é normalmente um dia nostálgico, um dia que até há pouco tempo não gostava de comemorar  porque me sentia envelhecer... que erro! Que bom podermos envelhecer todos os dias. Que bom poder errar. Que bom poder cair.

Hoje sou grata à vida por tudo aquilo que já me ensinou, pelos desafios que me colocou nas mãos, pelas vezes que senti empurrar-me até ao chão. Sou grata por ter aprendido no meio desses desafios que há duas coisas que  nos tornam fortes e capazes de superar tudo - a gratidão e a aceitação. Não sei de facto dizer qual delas pode surgir em primeiro lugar. Eu vivo-as em simultâneo e acredito que, unidas, fazem de cada um de nós seres mais evoluídos e capazes de perceber que nem sempre preto e branco se resume a preto e branco, e que a sua mistura pode ser muito mais do que cinza.

Hoje é um dia especial. Em minha casa é o dia de todos nós. É o primeiro dia do Pai com o nosso amor maior, por isso é o meu dia e é o dia dos meus dois grandes amores. É um dia para celebrar a vida e agradecer tudo aquilo que oferece. É dia de sentir. É dia de parar. É dia de refletir. É sobretudo dia de amar.

13
Nov18

Eu em primeiro lugar!

Carla Lopes Gomes

31404008_435839986867313_7386181493773100231_n.jpg

 

A forma como agimos no dia-a-dia influencia o estado de espírito das pessoas à nossa volta. Porque quer a tristeza quer a alegria são contagiosas. Um sorriso é tão poderoso, pois um simples sorriso pode melhorar o dia de alguém.

Mas ser feliz não significa sorrir todos os dias. Pelo contrário. Para que cada um de nós seja feliz é crucial obedecer à sua essência. E para nós sermos nós próprios, na nossa essência, precisamos conhecer a palavra "não", precisamos respeitarmo-nos acima de tudo, precisamos amarmo-nos antes de tudo para conseguirmos amar verdadeiramente quem nos rodeia.

Mas para que isso aconteça é necessário exteriorizar emoções, é importante não recalcar. Nem sempre estive nos dias mais felizes quando me viram sorrir e nem sempre estive verdadeiramente triste quando me viram chorar. Porque gerir as emoções faz parte do processo.

 

|imagem - Nature Galay|

07
Nov18

Mais um dia muito especial!

Carla Lopes Gomes

Apresentação1.jpg

 A vida é feita de momentos e, sem dúvida, ser feliz passa por saber saborear esses momentos.

O meu calendário da vida marcou ontem mais um desses momentos, onde o amor e a partilha supera tudo. Onde o diálogo, o abraço e o sorriso nos impulsionam a seguir em frente. A persistir, sempre.

Ontem, dia 6 de novembro, no dia que comemorei exatamente seis meses que realizei o lançamento do meu livro naquela mesma sala, fui igualmente feliz.

Há seis meses atrás estava a poucas semanas de ter o primeiro corte umbilical com o nasciApresentação2.jpgmento do meu primeiro filho. Agora estou a poucas semanas do segundo corte umbilical - o regresso ao trabalho e a impossibilidade de estar com o meu amor maior 24h por dia.

A vida é feita de desafios e cabe-me enfrenta-los diariamente tendo presente a força de acreditar e a persistência que sempre fez parte do meu percurso. O meu livro trouxe essa responsabilidade. A responsabilidade de obedecer fielmente à minha essência. Hoje tenho amigos que quando falam comigo, nos momentos em que me sinto triste, utilizam os exemplos do meu livro, afirmando que eu é que escrevi, que eu é que digo e, que, portanto, tenho a obrigação de não me esquecer de aplicar. E é um facto. Tento relembrar-me todos os dias dos elementos fulcrais do meu livro, para que possa aplicar diariamente na minha vida e servir de exemplo para os que me são mais próximos: acreditar, persistir, lutar, aceitar, sorrir, amar muito os outros sem esquecer de amar a mim própria, ter foco, respeitar-me, continuar a sonhar, ser eu mesma na minha essência, gerir emoções e, em suma, ser feliz.

Apresentação3.jpg

 

02
Nov18

Um Outubro de lições e um Novembro de mudanças

Carla Lopes Gomes

Adeus Outubro... trouxeste-me pouco tempo para escrever, pouco tempo para partilhar os meus pensamentos com os meus seguidores. Mas também me trouxeste grandes ensinamentos. Mais uma vez a vida mostrou-me a importância de acreditar em mim própria, mesmo quando mais ninguém acredita. Mais uma vez a vida reforçou a importância do verbo persistir, e apesar de mais ausente deste meu espaço que também é vosso, estive sempre presente com o meu pensamento e luta de seguir e aplicar na minha vida aquilo que tento transmitir aos outros através do que escrevo.

Outubro e a entrada no Outono foi um mês de viragem, de reforçar energias e preparar forças para um Novembro que se avizinha curto. Curto porque no seu final regresso ao trabalho. Curto porque será também repleto de mudanças. Mudança de alimentação do meu Rafael, mudança de rotinas para ambos. Porque este será um corte umbilical necessário e mudar é viver.

Outubro fez-me perceber que há um amor dentro de mim que cresce mais a cada dia. Outubro fez-me perceber que o presente colocou-me nas mãos a tarefa mais bela mas também a mais difícil - educar um filho. Outubro fez-me perceber que com pouco o meu coração entra em alvoroço com este amor que invadiu todo o meu ser. Sim, porque Outubro trouxe a primeira constipação. Outubro colocou uma ansiedade desconhecida no meu peito, de quem dá tudo para estar no seu lugar. Mas não pude estar. Apenas constipei-me também. E em vez de um doentinho, fomos dois, numa sintonia de espirros e um respirar tudo menos delicado. 

Novembro trará a primeira sopinha e um corte umbilical diferente - a separação diária durante muitas horas que prevejo assemelharem-se a dias.

Novembro começará com mais um desafio - uma apresentação do meu livro na feira do livro do Outono Vivo, na Praia da Vitória.

Prevejo um início de Novembro com muito amor, um mês de adaptação, aprendizagem e sobretudo crescimento pessoal. Bem-vindo Novembro! Que venham esses desafios.

05
Out18

Filho, o poder do teu silêncio...

Carla Lopes Gomes

Meu filho. Meu anjo-da-guarda. Minha companhia. Minha proteção. Meu melhor silêncio. Meu pequeno grande amor. Tu és a prova de que os mais pequenos podem ensinar tanto aos mais velhos. Tão pequenino e já demonstras uma grande força. 

Ontem, a enfermeira perguntava-me se eras feito de borracha. Nem pestanejaste na primeira vacina e à segunda gemeste por poucos segundos. As tuas gargalhadas genuínas e os teus sorrisos tão meigos fazem encher-me de orgulho. Consegues colocar sorrisos nos meus lábios, nos meus olhos e na minha alma. Mas mais do que isso... o teu silêncio faz-me viajar ao meu interior e perceber que o melhor da vida está aqui nos meus braços, a repousar sobre mim.

O teu silêncio e paz provam-me uma vez mais que a grande virtude da vida está em valorizar as pequenas coisas. Porque há pequenas coisas que são tão grandes. E ironicamente há coisas que por vezes julgamos grandes e são tão pequenas perante o que realmente importa. No meu e no teu silêncio peço a Deus que eu tenha sempre a capacidade de valorizar as pequenas coisas e ser fiel à minha humildade. Que seja capaz de te transmitir estes valores e que tu consigas um dia compreender que quanto mais pequeno pensares ser maior te tornarás.

14
Set18

A maior lição que um dia quero dar ao meu filho

Carla Lopes Gomes

Que o amor seja o pilar de tudo na tua vida e nele encontres o "sim" e o "não" na hora certa. Que os abraços sejam o teu berço nos momentos mais tristes. Que os teus lábios saibam sorrir mesmo nos momentos de dor. Que a tua luz interior ilumine os que te rodeiam e tenhas sempre a coragem de chorar quando for preciso, de sentar para recuperar o fôlego, de escutar os sinais que a vida te dá... Mas o mais importante... Nunca digas nunca, nunca digas sempre, não te iludas com o "tudo", não ignores o "nada", não cresças com exageros e não digas que não precisas de nada. Sê consciente, sê observador. Torna-te conhecedor do máximo que conseguires e terás cada vez mais consciência do quão pequeno és. Verás a dimensão do caminho ainda por percorrer, pois perceberás que sabes tão pouco. E quanto mais aprenderes mais te sentirás ignorante. Mas nesse percurso tão belo, que será o teu percurso de vida, o teu percurso de felicidade, mantém de pé o teu principal pilar - o amor. E não se trata de simplesmente amar e pronto. É preciso que esse amor comece em ti, se inicie em ti mesmo. Depois... Depois conseguirás tudo, mas tudo aquilo que for compatível com o teu pilar, aquele que edificaste, e tudo aquilo que for compatível com o que a própria vida te reservou. Pois haverão muitas surpresas, haverão trilhos secretos por descobrir. E tu conseguirás vingar nas lições da vida se tiveres a capacidade de aceitar, persistir e sorrir, mesmo quando tudo à tua volta se mostrar com menos brilho e sem te motivar a tal. Sorrir deverá ser a tua arma, mas amar é muito mais do que uma batalha. Amar é o segredo para chegares à tua essência, refugiares-te do mundo e depois saíres para fora desse teu mundo e mostrares ao teu mundo visível que o amor vence, acolhe e expande tudo o que parece impossível. Não há impossíveis. Há hipóteses, há probabilidades e há vontades. A meta depende altamente do percurso, mas o tipo de percurso e o modo como o farás depende grandemente de ti e daquilo que será a tua vontade interior. Que acredites sempre em ti e que lutes para estar sempre bem com a tua consciência. Se viveres com esses propósitos, então não tenho dúvida nenhuma de que serás feliz, muito feliz.

25
Ago18

Resumir vida

Carla Lopes Gomes

Quando ofereces diálogo

ganhas alegria,

quando estendes a mão

és abençoado com harmonia,

quando fomentas paz

atrais bençãos à tua vida,

quando acreditas em ti mesmo

os outros também passam a acreditar.

Quando os teus olhos vêem amor

o amor se espalha ao teu redor,

os cegos recuperam a visão

porque a força sobrenatural que os invade

corrompe o seu mau humor,

e tudo no final se resumirá a uma só palavra...

AMOR!

 

Compre o livro e contribua com 2€ para a Make-A-Wish

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D