Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ser Feliz

Ser Feliz

08
Ago18

Não sejas pote

Carla Lopes Gomes

Foto blog.jpg

 

Quantas vezes o teu peito se invade de uma nostalgia que não sabes explicar? É como se fosses acumulando emoções que não evidenciaste no momento devido, é como se colocasses num pote a energia que querias libertar, mas não libertaste. 

Muitas vezes escuto algumas pessoas que em senso comum tentam definir aqueles que não gritam, não refilam, não pestanejam, que desconhecem a palavra "não"... definem-nos como um balão, que vai acumulando o que ficou por dizer. É um balão que vai enchendo, e enchendo, até rebentar. 

Pois eu acho que muitas vezes o problema é não seres balão. Se fosses balão poderíamos evidenciar a tua elasticidade, o teu aumento de volume, como pré-aviso de que o limite da elasticidade está a chegar. Os outros conseguiriam prever o teu rebentamento, o que permitiria uma antecipação, possibilitando aos que te rodeiam atuar para evitar o pior. Neste caso, evitar que o balão se autodestrua. 

O problema maior é não seres balão e seres pote. Porque o teu pote de barro não tem elasticidade, não tem qualquer flexibilidade na forma como acumula as coisas. E tu, mesmo assim, podes continuar a enchê-lo e a enchê-lo. E muitos à tua volta nem darão conta. Chegará o momento em que não será apenas ar que colocarás lá dentro. Até porque quando abres o teu pote, parte do ar escapa. O problema maior virá quando começares a colocar objetos, a colocar pequenos graus de areia e depois calhaus... chegará o dia em que o risco de forçar o pote será grande e o teu último calhau pode estalar as paredes do teu pote. E ninguém previu, e ninguém deu por nada. O pote estava intacto com a sua tampa e ninguém conhecia o seu conteúdo, até que estalou. E quando estalou, os outros viram que não eras resistente a tudo, os outros perceberam que exigiram demais do(a) super homem(mulher) e correram a aparar os cacos. 

Não faltarão, provavelmente, mãos para colar os cacos, mas o pote jamais será o mesmo. Cuida de ti e não permitas que a vida te conduza por um caminho que só tu podes colocar um sinal de sentido proibido. Não te distraias e não transformes a pessoa que és num simples pote, que não reage senão no momento de se autodestruir. 

Cuida de ti e ama-te, porque a vida é curta, mas tu tens a capacidade de a engrandecer. 

 

|imagem - Nature Galaxy|

2 comentários

Comentar post

Compre o livro e contribua com 2€ para a Make-A-Wish

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D