Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ser Feliz

Ser Feliz

21
Nov18

Afinal, na tua vida tudo é gestão

Carla Lopes Gomes

Tudo na tua vida passa pela gestão. Precisas gerir o teu tempo. Precisas gerir as tuas tarefas diárias. Precisas gerir as tuas relações. Precisas gerir as tuas prioridades. Precisas gerir as tuas contas. Mas a conta mais importante, aquela com a qual muitas vezes não contas, é o teu equilíbrio físico e emocional. A gestão mais importante que a vida coloca nas tuas mãos é a gestão das tuas emoções. E se conseguires gerir bem as tuas emoções, sendo fiel à tua essência, acredito que irás gerir o resto com grande sucesso.

20
Nov18

A maravilhosa complexidade do ser humano e o controlo natural da vida

Carla Lopes Gomes

Foto Vitec.jpg

 

No passado fim-de-semana tive uma nova experiência - ser entrevistada pela Sónia Bettencourt, jornalista da VITEC. Foi uma entrevista onde a boa disposição esteve presente e se falaram de temas que nos tocam a todos.

Falamos de sorrisos, sonhos, persistência, luta. Falamos sobre a complexidade do ser humano e a necessidade de descobrir e obedecer à sua essência. Falamos sobre esperança, sobre fé e sobre uma sorte que só surge verdadeiramente quando a construimos de forma diária. Falamos do quão diferentes somos de uma simples máquina, que tem um botão e uma programação própria. Falamos de uma multiplicidade de características que nos define e faz de nós pessoas capazes, com erros, com dificuldades, mas com vontades, com persistência e, por isso, tão indispensáveis e tão essenciais numa sociedade onde precisamos cada vez mais sorrir.

Frisei, mais uma vez, que todos nós temos capacidades que são impossíveis de introduzir numa máquina. E é isso que faz a diferença. Torna a gestão mais complexa? Contribui para que a vida seja cada vez mais algo subjetivo? Sim, sem dúvida. Mas o segredo está em encontrarmos a nossa essência e procurarmos o foco que precisamos para percorrer os vários caminhos desta viagem vida.

Existem caminhos desconhecidos. Existem trilhos mais fáceis do que outros. Existem desvios que se impõem e surgem surpreendentemente. Existem atalhos que encurtam as distâncias. Mas... existem sempre lições a retirar, estratégias a adotar, limitações para aceitar, a necessidade de adequar às circunstâncias e, ainda assim, impor algumas rotinas que poderão temperar a vida com um pouco mais de objetividade e atenuar a sensação de que nada é controlado por cada um de nós. E efetivamente, não o é. A vida estará naturalmente controlada no dia em que cada um de nós aceitar que os obstáculos, as dificuldades, os imprevistos, as nossas limitações e as condicionantes do nosso meio envolvente se uniram para fazer de nós amanhã pessoas mais sábias e dotadas de uma capacidade de adaptação muito superior.

A vida encarregar-se-á de mostrar a cada um de nós que tudo está controlado naturalmente se deixarmos o rio vida fluir pelo seu circuito natural. Sem imposições, sem objeções. Com aceitação, com luta, com persistência. Com coragem, com sorrisos, com sonhos. E no outro lado da margem do rio, cada um de nós será um ser mais capaz, fiel à sua essência, que evoluiu e que, por isso, saboreou a vida com a certeza que fez do seu percurso um percurso de felicidade.

 

Foto Vitec2.jpg

Fotos: Tiago Sousa                        Entrevista completa em www.azorestv.com

 

13
Nov18

Eu em primeiro lugar!

Carla Lopes Gomes

31404008_435839986867313_7386181493773100231_n.jpg

 

A forma como agimos no dia-a-dia influencia o estado de espírito das pessoas à nossa volta. Porque quer a tristeza quer a alegria são contagiosas. Um sorriso é tão poderoso, pois um simples sorriso pode melhorar o dia de alguém.

Mas ser feliz não significa sorrir todos os dias. Pelo contrário. Para que cada um de nós seja feliz é crucial obedecer à sua essência. E para nós sermos nós próprios, na nossa essência, precisamos conhecer a palavra "não", precisamos respeitarmo-nos acima de tudo, precisamos amarmo-nos antes de tudo para conseguirmos amar verdadeiramente quem nos rodeia.

Mas para que isso aconteça é necessário exteriorizar emoções, é importante não recalcar. Nem sempre estive nos dias mais felizes quando me viram sorrir e nem sempre estive verdadeiramente triste quando me viram chorar. Porque gerir as emoções faz parte do processo.

 

|imagem - Nature Galay|

07
Nov18

Mais um dia muito especial!

Carla Lopes Gomes

Apresentação1.jpg

 A vida é feita de momentos e, sem dúvida, ser feliz passa por saber saborear esses momentos.

O meu calendário da vida marcou ontem mais um desses momentos, onde o amor e a partilha supera tudo. Onde o diálogo, o abraço e o sorriso nos impulsionam a seguir em frente. A persistir, sempre.

Ontem, dia 6 de novembro, no dia que comemorei exatamente seis meses que realizei o lançamento do meu livro naquela mesma sala, fui igualmente feliz.

Há seis meses atrás estava a poucas semanas de ter o primeiro corte umbilical com o nasciApresentação2.jpgmento do meu primeiro filho. Agora estou a poucas semanas do segundo corte umbilical - o regresso ao trabalho e a impossibilidade de estar com o meu amor maior 24h por dia.

A vida é feita de desafios e cabe-me enfrenta-los diariamente tendo presente a força de acreditar e a persistência que sempre fez parte do meu percurso. O meu livro trouxe essa responsabilidade. A responsabilidade de obedecer fielmente à minha essência. Hoje tenho amigos que quando falam comigo, nos momentos em que me sinto triste, utilizam os exemplos do meu livro, afirmando que eu é que escrevi, que eu é que digo e, que, portanto, tenho a obrigação de não me esquecer de aplicar. E é um facto. Tento relembrar-me todos os dias dos elementos fulcrais do meu livro, para que possa aplicar diariamente na minha vida e servir de exemplo para os que me são mais próximos: acreditar, persistir, lutar, aceitar, sorrir, amar muito os outros sem esquecer de amar a mim própria, ter foco, respeitar-me, continuar a sonhar, ser eu mesma na minha essência, gerir emoções e, em suma, ser feliz.

Apresentação3.jpg

 

03
Nov18

Feedback de alguns leitores do "Guia Prático para Ser Feliz"

Carla Lopes Gomes

Só posso estar de coração cheio com as bonitas mensagens que alguns dos meus leitores me enviaram e que resultaram neste vídeo.

 

O dia 6 de novembro promete ser mais um dia especial. Estarei presente no Outono Vivo, na Praia da Vitória, para falar de emoções, persistência e felicidade. Fico a aguardar a vossa presença.

Entretanto, vão reflectindo e digam-me - o que é para vocês a felicidade?

 

02
Nov18

Um Outubro de lições e um Novembro de mudanças

Carla Lopes Gomes

Adeus Outubro... trouxeste-me pouco tempo para escrever, pouco tempo para partilhar os meus pensamentos com os meus seguidores. Mas também me trouxeste grandes ensinamentos. Mais uma vez a vida mostrou-me a importância de acreditar em mim própria, mesmo quando mais ninguém acredita. Mais uma vez a vida reforçou a importância do verbo persistir, e apesar de mais ausente deste meu espaço que também é vosso, estive sempre presente com o meu pensamento e luta de seguir e aplicar na minha vida aquilo que tento transmitir aos outros através do que escrevo.

Outubro e a entrada no Outono foi um mês de viragem, de reforçar energias e preparar forças para um Novembro que se avizinha curto. Curto porque no seu final regresso ao trabalho. Curto porque será também repleto de mudanças. Mudança de alimentação do meu Rafael, mudança de rotinas para ambos. Porque este será um corte umbilical necessário e mudar é viver.

Outubro fez-me perceber que há um amor dentro de mim que cresce mais a cada dia. Outubro fez-me perceber que o presente colocou-me nas mãos a tarefa mais bela mas também a mais difícil - educar um filho. Outubro fez-me perceber que com pouco o meu coração entra em alvoroço com este amor que invadiu todo o meu ser. Sim, porque Outubro trouxe a primeira constipação. Outubro colocou uma ansiedade desconhecida no meu peito, de quem dá tudo para estar no seu lugar. Mas não pude estar. Apenas constipei-me também. E em vez de um doentinho, fomos dois, numa sintonia de espirros e um respirar tudo menos delicado. 

Novembro trará a primeira sopinha e um corte umbilical diferente - a separação diária durante muitas horas que prevejo assemelharem-se a dias.

Novembro começará com mais um desafio - uma apresentação do meu livro na feira do livro do Outono Vivo, na Praia da Vitória.

Prevejo um início de Novembro com muito amor, um mês de adaptação, aprendizagem e sobretudo crescimento pessoal. Bem-vindo Novembro! Que venham esses desafios.

Compre o livro e contribua com 2€ para a Make-A-Wish

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D